Humanos ou “Coisas”?


A omissão do Estado, a péssima estrutura policial e a mídia que veicula informações sensacionalistas, faz com que o negro, sobretudo jovem, seja visto como um ser coisificado. Vivenciando essa realidade, boa parte da sociedade naturalizou o extermínio cometido, de forma surreal contra estas pessoas que são discriminadas e mortas, não por seus ideais ou por seus atos, mas pela cor de sua pele.

Os índices são alarmantes. Somente em 2010, no Brasil foram assassinadas 49.932 pessoas, deste total, 53,3% eram jovens, dos quais 76,6% eram negros. Embora os números caracterizem um genocídio em curso, parte da população enxerga a morte da juventude negra como a eficiência das estruturas policiais.

Recentemente uma pesquisa revelou que o assassinato de uma pessoa negra, frustra consideravelmente menos à sociedade do que o assassinato de uma pessoa branca. Este levantamento reforça ainda mais a ideia do naturalismo empregado à barbárie, e nos faz refletir se o Estado nos defende ou nos confronta.

“Numa noite quando estava indo à faculdade, fui revistado duas vezes, pelo mesmo policial”, disse um estudante negro residente de área periférica, na Roda de Conversa sobre o Exterminio da Juventude Negra. Solução pra isso? Existe sim, a solução para termos uma juventude equitativa, não está na esfera criminal… más sim na inclusão.

Elias Lourenço  ,  Maceió-AL.

O responsável pelo conteúdo é o autor.

Anúncios

Uma resposta para “Humanos ou “Coisas”?

  1. Pâmela Dhulia Alves de Omena

    Pessoas com mentes pequenas e de desumanidade inacreditável!…imaginar que a importância da vida se mede por cores é no minimo lamentável,não se deveria em momento algum isso ser tratado por nós como um fato comum…deveríamos lutar em busca de condições melhores para nossos semelhantes,chega de nos sentirmos acuados,marginalizados,que influência podemos ter se nos unirmos para nos tornarmos visíveis?!Não importa a posição,importa sim a vontade,não somos coisas e sim humanos…os primeiros por sinal!como podemos ser tão maltratados se somos a origem de tudo?!provemos que somos humanos,vamos lutar sem maltratar,vamos mostrar que a igualdade trás o crescimento em geral,um dia eu acredito que tudo será diferente,não haverá indiferença por cor ou raça…mas para isso não podemos nos colocar no papel de coisas temos que mostrar que todos somos iguais,negros,brancos,amarelos em todos nós corre algo da mesma cor e é a unica coisa que nos mantém vivos,o sangue!Vamos mudar essa condição em que o negro ou qual seja a cor seja morto por falta de estrutura física,financeira,mental,sentimental ou qual seja sua “necessidade”…

    Pâmela Dhulia Alves de Omena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s