Golpe Militar – 50 anos.


No dia 31 de março, o Golpe Militar completou os 50 anos. Marcado pela falta de liberdade, sequestro, torturas assassinatos e outras atrocidades, os 21 anos de regime fechado (1964 a 1985) do Brasil pode ser considerado a pior coisa que aconteceu no país, mas para muitos jovens (muitos mesmo) foi algo bom, (aff).

Longe de querer que eles se calem (até porque não sou nenhum sensor da ditadura), mas penso que um pouco de sensibilidade e senso político iria fazê-los entender o que foi o que foi aquele período sem precisar ter vivido (e ainda bem que não viveu). Mas para ter uma experiência, não precisamos voltar no tempo.

Bom, para entender como as coisas mudaram em 50 anos eu explico.  Antigamente os militares torturavam e matavam políticos, negros, pobres e índios. Hoje em dia, os militares torturam e matam negros, pobres e índios, bom… ainda não avançamos muito.

Depois dos 50 anos do Golpe, as perseguições e repressões policiais ainda continuam nas favelas e comunidades. Somente em janeiro deste ano, 76 pessoas foram mortas em São Paulo. O último caso de maior repercussão sobre esta violência foi à morte do servente de pedreiro Amarildo, protagonizado pela Polícia ‘Pacificadora’ do Rio de Janeiro, até hoje os PM’s envolvidos não foram julgados.

Sei que a maioria das pessoas quer os militares longe do poder, mas a outra parte da sociedade não deixa de ser preocupante. Mesmo tão recente na nossa história, a ditadura precisa ser mais discutida, devemos sempre reafirmar do quanto foi negro este período e homenagear os brasileiros desaparecidos nos porões da ditadura.

Lucas Antonio

O responsável pelo conteúdo é o autor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s