Eu sou a favor das manifestações, mas…


Pois é, acho que você já deve ter ouvido este começo de frase. Esta semana acompanhamos as manifestações no eixo Rio-São Paulo pedindo melhoras na educação, uma causa verdadeiramente nobre, e que todos os brasileiros acreditam que precisa ser melhorada. O grande problema (para a grande parte da população) é o que ocorre durante as manifestações, os conhecidos “mascarados” que espalham o pânico e terror nos “cidadãos de bem”.

Eu vejo todo esse medo da população com humor, é engraçado como a mudança de valores transforma uma pessoa que esta protestando em bandido que precisar “levar bala”.

“Ah, mas ela destrói patrimônio público”, “eles quebram tudo”. É muito fácil para um acomodado dizer isso, já que ele aceita que crianças cresçam sem saber ler, sem saber escrever, sem ter oportunidade a uma carreira, sem ter acesso a um ensino de qualidade, em uma escola de lata, ou que professores se matem para dar aulas para ganhar um salário medíocre, ou que tenham uma péssima formação e deem aula para mais de 50 alunos numa sala… E por aí vai.

Na verdade, eu não culpo essas pessoas por pensarem assim, essas confusões sobre o verdadeiro sentido das manifestações acontecem por causa da falta de conhecimento da nossa população, não temos grandes embates históricos na nossa cultura, e que também o protesto não está no sangue do brasileiro, acomodado e passivo com a nossa triste realidade.

Abaixo eu listei alguns argumentos usados por essas pessoas para tentar explicar o que é uma manifestação:

Eu sou a favor das manifestações, mas sem quebra-quebra: As manifestações, por si só, já são uma revolta, e quando alguém, ou um aglomerado de alguns estão revoltados (ainda mais com tantos motivos já citados), sairá quebra-quebra. Nós queremos chamar atenção, queremos mudar, e para isso seremos contundentes e fortes. As coisas não irão pra frente se só ficarmos pedindo ”por favor,”.

Eu sou a favor das manifestações, mas elas têm que ser pacíficas: Típico erro de pessoas que descobriu agora o que é um protesto. Na verdade, o que essas pessoas são favoráveis são as passeatas, que são lindas, tranqüilas, todo mundo cantando a mesma música como num coral, e que não resolve nada.

Eu sou a favor das manifestações, mas ela não pode incomodar os outros: Nesta o nosso cidadão não quer ser incomodado por pessoas, bom, se milhares de pessoas estão reivindicando algo, ou cobrando melhorias para o país, este cidadão deveria ficar agradecido, já que ele será beneficiado com a mudança sem precisar tirar a bunda do lugar.

Eu sou a favor das manifestações, mas sem vandalismo: Veja primeiro item.

Lucas Antonio

O responsável pelo conteúdo é o autor.

Anúncios

Uma resposta para “Eu sou a favor das manifestações, mas…

  1. Gostei do seu texto também sou contra qualquer tipo de violência e/ou vandalismo, mas infelizmente os políticos só ligam pra que a rua esta pedindo desta forma, estamos vendo como o Governo vem tratando a população de uma forma geral, através das famosas balas de borracha, é o Estado querendo que sejamos subornos a eles. Basta de um Brasil sem uma educação de qualidade, sem uma saúde de qualidade, sem uma segurança pública de qualidade, chega de corrupção e principalmente de basta de sermos simples números para o governo.
    A população cansou de ser impotente, queremos ser protagonizadores da política brasileira, não vivemos em um país democrático? Cadê a democracia? Estamos vendo um Estado que não esta preparado parar tratar com os movimentos, com a população.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s