Arquivo do mês: outubro 2013

É possível protagonismo juvenil sem reforma política?

Há quem tenha aversão com o termo protagonismo juvenil. Talvez por considerar individualista demais. Porém, a ideia proposta por Antonio Carlos Gomes da Costa, pedagogo e redator do Estatuto da Criança e do Adolescente, acerca do protagonismo, não se esgota na individualidade. A partir do momento que o jovem atua de forma ativa, colaborativa e construtiva nas decisões que irão impactar na sua vida e na sociedade, está exercendo o seu papel de protagonista.

Censurados, invisíveis e espalhados pelos quatro cantos, os protagonistas juvenis vem desenvolvendo ações de grande impacto, mostrando engajamento e compromisso naquilo que acreditam. Seja no recorte social e político, seja no recorte econômico e cultural.

Discutir sobre esse assunto sem falar em reforma política, não dá né?

Durante as manifestações de junho deste ano, o tema reforma política foi recolocado em debate nacional, fazendo com que a presidente Dilma elencasse propostas como responsabilidade fiscal e plebiscito para formação de uma constituinte sobre reforma política. Entretanto , vale destacar, que o debate e as propostas se esgotaram exclusivamente no viés eleitoral.

Quando discutimos sobre esse tema um leque de perspectivas e mudanças devem ser levados em conta. Um exemplo é a Política Militar Brasileira. É evidente que a PM age com violência. As ações truculentas têm lugar e público reservado: periferias e negros. Não foi atoa que em 2012 o Conselho de Direitos Humanos da ONU pediu que o Brasil combatesse a atividade dos “esquadrões da morte”. Assim como os casos “Amarildos”, trazem grande repercussão fazendo surgir revolucionários das redes sociais, é necessário uma enorme mobilização para que seja aprovado o projeto de lei 4471/2012. Para quem não sabe, esse PL prevê a investigação de homicídios cometidos por policiais durante o trabalho. Começar a discutir reforma política destacando esse ponto, já é um bom começo.

Já ouviu falar do Programa Estação Juventude ? Pois bem, o Programa Estação Juventude pretende ampliar o acesso de jovens de 15 a 29 anos, que vivem em áreas de maior vulnerabilidade social, às políticas, programas e ações integradas no território que assegurem seus direitos de cidadania e ampliem a sua inclusão e participação social. Um programa como esse , pode trazer grandes impactos positivos. Salvador, terceira cidade mais violenta do país segundo o Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americano (Cebela) , não conseguiu a pontuação mínima necessária para ser classificada nesse programa. Sem conselho, sem secretaria e sem política de juventude fica difícil. Em contrapartida, a capital da Bahia conseguiu aprovar projetos de R$ 50 milhões para requalificar a orla da Barra. Enfim né.

Protagonismo juvenil é a participação do adolescente em atividade que extrapolam os âmbitos de seus interesses individuais e familiares e que podem ter como espaço a escola, os diversos âmbitos da vida comunitária; igrejas, clubes, associações e até mesmo a sociedade em sentido mais amplo, através de campanhas, movimentos e outras formas de mobilização que transcendem os limites de seu entorno sócio- comunitário ” (Costa, 1996:90)

Falando em transcender os limites, pensando nos lindos discursos dos parlamentares sobre a importância da participação do jovem nos espaços de poder e considerando a perpetuação do político no cargo, seria a protagonismo juvenil uma utopia? É uma questão relevante a se pensar.

Como já citei em outro texto – Reflexividade Colaborativa que está no blog do Desabafo Social – o número de adolescentes e jovens que são assassinados no Brasil, é muito maior do que o número de jovens que cometem assassinato.

Presenciamos o extermínio antecedendo o protagonismo juvenil e a polícia chegando antes das políticas públicas. Curtir apenas , já não tem efeito. Ou melhor, nunca teve. Se realmente queremos reforma política, e não apenas eleitoral, vamos levar essa discussão para o campo popular.

Anúncios

Na Roda com o Desabafo Social em Fortaleza

FLYER CEARÁ PRONTO

Comunicação, cidadania, experiências exitosas, formas de participação e muito mais! Tudo isso irá acontecer no dia 07 de novembro, na atividade “Na Roda junto ao Desabafo Social”, em Fortaleza – Ceará, cujo tema é “Participação Online e Offline”.

Apostando na globalização como possibilidade, o Desabafo Social irá dialogar acerca da participação do jovem nas redes sociais e fora delas. Isto é, discutir a importância das redes como instrumentos de mobilização, articulação e engajamento político. Além disso, mostrará como são as suas atuações em prol da defesa dos direitos humanos fora do ciberespaço.

Essa atividade é o primeiro passo para fortalecer o Desabafo Social em Fortaleza, sugerindo ações da juventude na construção e aperfeiçoamento das políticas públicas, voltadas ao público infanto-juvenil.

O empreendedor social que conquistou para o Ceará em 2011 o prêmio Internacional “Soluções Positivas”, em parceria com a Mac Ainds Funds, MTV America Latina e Ashoka, estará presente. Sem contar que o diretor de prevenção e atendimento da SaferNet Brasil, ONG que atua na área de direitos humanos na internet, e o jovem articulador do Monitoramento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP), não poderiam ficar de fora dessa roda!

Compareça, participe e construa junto ao Desabafo Social.
Faça já sua inscrição. TODOS GANHARÃO CERTIFICADO!

INSCRIÇÃO: http://zip.net/bxk9gt

Data: 07 de novembro de 2013
Horário: 08h às 14h
Local: CUCA CHE Guevara – Barra do Ceará, Av. Pres. Castelo Branco, 6417, Fortaleza -CE
Informações: www.facebook.com/rededesabafosocial
desabafosocial.ce@gmail.com

Eu sou a favor das manifestações, mas…

Pois é, acho que você já deve ter ouvido este começo de frase. Esta semana acompanhamos as manifestações no eixo Rio-São Paulo pedindo melhoras na educação, uma causa verdadeiramente nobre, e que todos os brasileiros acreditam que precisa ser melhorada. O grande problema (para a grande parte da população) é o que ocorre durante as manifestações, os conhecidos “mascarados” que espalham o pânico e terror nos “cidadãos de bem”.

Eu vejo todo esse medo da população com humor, é engraçado como a mudança de valores transforma uma pessoa que esta protestando em bandido que precisar “levar bala”.

“Ah, mas ela destrói patrimônio público”, “eles quebram tudo”. É muito fácil para um acomodado dizer isso, já que ele aceita que crianças cresçam sem saber ler, sem saber escrever, sem ter oportunidade a uma carreira, sem ter acesso a um ensino de qualidade, em uma escola de lata, ou que professores se matem para dar aulas para ganhar um salário medíocre, ou que tenham uma péssima formação e deem aula para mais de 50 alunos numa sala… E por aí vai.

Na verdade, eu não culpo essas pessoas por pensarem assim, essas confusões sobre o verdadeiro sentido das manifestações acontecem por causa da falta de conhecimento da nossa população, não temos grandes embates históricos na nossa cultura, e que também o protesto não está no sangue do brasileiro, acomodado e passivo com a nossa triste realidade.

Abaixo eu listei alguns argumentos usados por essas pessoas para tentar explicar o que é uma manifestação:

Eu sou a favor das manifestações, mas sem quebra-quebra: As manifestações, por si só, já são uma revolta, e quando alguém, ou um aglomerado de alguns estão revoltados (ainda mais com tantos motivos já citados), sairá quebra-quebra. Nós queremos chamar atenção, queremos mudar, e para isso seremos contundentes e fortes. As coisas não irão pra frente se só ficarmos pedindo ”por favor,”.

Eu sou a favor das manifestações, mas elas têm que ser pacíficas: Típico erro de pessoas que descobriu agora o que é um protesto. Na verdade, o que essas pessoas são favoráveis são as passeatas, que são lindas, tranqüilas, todo mundo cantando a mesma música como num coral, e que não resolve nada.

Eu sou a favor das manifestações, mas ela não pode incomodar os outros: Nesta o nosso cidadão não quer ser incomodado por pessoas, bom, se milhares de pessoas estão reivindicando algo, ou cobrando melhorias para o país, este cidadão deveria ficar agradecido, já que ele será beneficiado com a mudança sem precisar tirar a bunda do lugar.

Eu sou a favor das manifestações, mas sem vandalismo: Veja primeiro item.

Lucas Antonio

O responsável pelo conteúdo é o autor.

DIA C

Dia 17 de Outubro é o Dia “C” – Dia Nacional da Juventude Comunicativa. Esta é uma iniciativa da Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadores – RENAJOC, parceira do Desabafo Social.

Faremos nossa atividade em Salvador, no dia 19 de outubro.
Não fique de fora e participe!

1377040_540898532655005_1699093212_n

Maioridade Penal e Encarceramento Juvenil

Imagem

A OAB-BA, através da Comissão de Direitos Humanos, realizará uma audiência pública, no próximo dia 11 de outubro, das 08:30 às 12 horas, no auditório da sua sede situada na Praça da Piedade (ao lado do Center Lapa). Na ocasião serão debatidas “As propostas de redução da maioridade penal e do aumento do encarceramento juvenil”.

A intenção é oportunizar à sociedade um espaço democrático para discutir este tema que tem ocupado a pauta midiática há alguns anos com foco na redução da maioridade penal e, mais recentemente, através de propostas que objetivam aumentar o tempo de privação de liberdade de adolescentes aos quais se atribua a autoria de ato infracional, comumente conhecidos como adolescentes infratores.

Estaremos lá!

Orçamento? E eu com isso?

RODADECONVERSA_ONLINE

“As políticas públicas não funcionam!” “O prefeito disse que a prioridade agora não é a quadra de futebol lá do bairro. Ele falou que não está no orçamento não.” Quem nunca ouviu algo semelhante?

 E agora José? Por que tudo isso acontece? Já pararam pra pensar como as decisões tomadas pelos governantes afetam nossas vidas? E esse tal orçamento, o que é?

Para encurtar distâncias e fortalecer o debate entorno da importância de conhecer o orçamento público, o Desabafo Social irá realizar mais uma Roda de Conversa On-line. Pode marcar em sua agenda. Dia 09 de outubro vamos bater um papo de jovem pra jovem sobre “Orçamento? E eu com isso?” e você não pode ficar de fora! Chame sua galera e não atrase. Começaremos às 15h em ponto.

O que?  Roda de Conversa On-line. Tema: Orçamento? E eu com isso?

Quando? Dia 09 de outubro às 15h

Onde? Chat do Desabafo Social. Link:  http://migre.me/gf3hs