Arquivo do mês: março 2013

Status

Ocupação da Secretaria de Justiça de SP

Um documento com diversas reivindicações do Movimento no que diz respeito ao fim da violência policial no estado foi protocolado no ato de ocupação da Secretaria de Justiça de SP, realizado no dia 22 de novembro de 2012, mesma data da posse do Secretario Fernando Grella. Foi também neste dia que a Secretaria se comprometeu a receber o Comitê em audiência pública. Na última semana foi apresentado à Secretaria de Justiça um complemento ao documento com dados atualizados. Mas o Secretário NÃO compareceu!!

A íntegra dos dois documentos pode ser acessada nos links:

Carta do Comitê ao Governo do Estado em 22 de Novembro de 2012:
http://www.uneafrobrasil.org/images/conteudos/Documento%20comite%20-%2022%20de%20novembro.pdf

Carta do Comitê ao Governo do Estado em 19 de Março de 2013
http://www.uneafrobrasil.org/images/conteudos/Carta%20do%20Comite%20%20para%20Audiencia.pdf

Em síntese, são esses os principais assuntos pautados:

1. Elucidação de chacinas e mortes do ano de 2012/2013;
2. Reconhecimento e investigação dos grupos de extermínio;
3. Redução da letalidade policial com participação da sociedade civil no monitoramento;
4. Garantia de segurança para denúncias;
5. Ouvidoria e corregedoria com autonomia e efetividade no controle e punição;
6. Indenização a familiares e vítimas fatais ou não;
7. Pelo fim do encarceramento em massa;
8. Fim de registros que mascaram a violência policial;
9. Alteração de evidências no sistema de saúde;
10. Qualificar dados sobre violência e letalidade policial;
11. Autonomia e controle interno do IML.

Anúncios

Time de Jovens Multiplicadores por um Uso Ético e Seguro da Internet.

666

No dia 07 de janeiro de 2013, Monique Evelle fundadora do Desabafo Social, teve um encontro em Natal/RN com os meninos do UPC Jovem. Conversaram sobre a importância de comportamentos responsáveis na Internet e a importância dos jovens como instrumento de mobilização. De agora em diante o time de jovens multiplicadores por um Uso Ético e Seguro da Internet irá aumentar.

Faça parte desse time também!

INFORMAÇÕES: desabafosocial.ds@gmail.com

Uso Seguro das Tecnologias da Informação e Comunicação.

tas,No dia 05 de fevereiro deste ano os jovens ativistas Carlos Junior do Fórum DCA de São Paulo e Monique Evelle  fundadora do Desabafo Social, participaram do Hangout do Dia da Internet Segura no Brasil 2013. O evento foi organizado pela SaferNet Brasil em parceria com a Google com o intuito de mostrar a importância de comportamentos responsáveis no ciberespaço. Além dos jovens, o Hangout contou com a presença da ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) e do Jornalista Marcelo Tas.

“Acreditando na pluralidade representativa que eu e o Desabafo Social temos, iremos continuar promovendo ações que busquem educar, prevenir e orientar as pessoas quanto ao uso da internet”, disse Monique.

O Dia da Internet Segura no Brasil 2013 passou. Mas nem por isso Desabafo Social deixará de discutir a importância de comportamentos responsáveis no ciberespaço. Em abril o Desabafo Social voltará com as oficinas sobre Uso Seguro das Tecnologias da Informação e Comunicação.

Se você não assistiu o Hangout, clique aqui e assista.

INFORMAÇÕES: desabafosocial.ds@gmail.com

Diálogos das Juventudes de Periferia.

dialogos-perifericos3No dia 11 de março, em Brasília-DF, foi realizado o lançamento oficial do Diálogos das Juventudes de Periferia. O evento discutiu como o público juvenil é e pode ser o verdadeiro protagonista de transformações nas periferias. Contará com a participação dos baianos Enderson Araújo jovem comunicador da Mídia Periférica e Luciane Reis comunicóloga da Mídia Étnica. Além deles, Davidson Pereira, de Ceilândia, estudante de Jornalismo e o Rapper e Poeta GOG.
Diálogos das Juventudes de Periferia é um projeto criado pelos jovens do Mídia Periférica que deu seu passo inicial na comunidade de Nova Sussuarana em Salvador, com o tema “Jovens de Periferia Contrariando as Estatísticas”. Com o apoio do Programa Jovem de Expressão, Ceilândia foi palco do lançamento oficial do projeto.
Partindo do pressuposto que os jovens são sujeitos de direitos e que a juventude é uma etapa que vai além da transição entre adolescência e fase adulta, o evento trata-se de um espaço de discussão destacando a autenticidade da participação juvenil. Além disso, a ideia é trocar experiências acerca das ações que os jovens vêm desenvolvendo nas localidades onde moram, mostrando que esse ativismo pode estimular a participação social das juventudes.
O lançamento do Diálogos das Juventudes de Periferia foi o ponto de partida para fortalecer as parcerias entre os empreendedores juvenis e ampliar a concepção de como os jovens podem utilizar o seu território para definir e enquadrar suas respectivas demandas. É o início de um processo de construção de cidadãos mais críticos e determinados em prol do bem-estar social da sua periferia.
Monique Evelle
Assessoria de Comunicação dos Diálogos das Juventudes de Periferia
(71) 9136-4176
(71) 8141-5932

Os fatores que influenciam a ocupação das encostas no Brasil

Salvador apresenta uma diferença de altitude, típica de uma região que sofreu com abalos sísmicos há anos. Nesse contexto, as vertentes, ou encostas, não são áreas propícias às moradias, primeiro pela sua inclinação, segundo pela ausência de vegetação, pois à medida que se retira a cobertura natural das vertentes a tendência é a água de rios e de chuva não encontrar resistência, própria das raízes das plantas, e fazer deslizar terra.
Se ao lado do desmatamento acontecem as edificações populares, sem técnicas de construção apropriadas, o asfalto e o lixo em lugares impróprios, aumenta o risco, pois a água não penetra e além de causar deslizamento de terra, ela arrasta o que encontra e provoca desabamento de casas.
A federação brasileira tem como característica fundamental a definição dos deveres e obrigações da União, estados e municípios, para assegurar os direitos e garantias fundamentais da pessoa humana através da implantação de políticas publicas que atendam aos objetivos fundamentais de promover a justiça social, erradicar a pobreza e reduzir as desigualdades sociais, assegurar a cidadania e a dignidade da pessoa humana.
6666
Porém esta situação de risco ocorre devido às condições socioeconômicas de Salvador, que não planeja a cidade e permite de um lado a especulação imobiliária que acessa e destina para as classes médias e altas os melhores pontos; e por outro lado destina parcela considerável da população às áreas restantes e sem valor imobiliário/ comercial e de risco ambiental como as encostas.
A União, pelo artigo 21, inciso XX da constituição, tem a competência privativa para instruir diretrizes para o desenvolvimento urbano, inclusive habitação, saneamento básico e transportes urbanos. A União, no estabelecimento dessas diretrizes na área de habitação, deve, por exemplo, definir os critérios objetivos para a aplicação e destinação dos recursos do sistema financeiro de habitação, compreendendo os critérios para a utilização desses recursos pelos estados, municípios, agentes privados e agentes sociais, em programas e projetos de habitação de interesse social.
Assim, faz-se necessário não apenas saber escolher e votar, como mobilizar toda a sociedade para o senso de coletividade, pois se há conhecimento, este deve ser levado ás comunidades mais carentes, destina apoio técnico e lutar pelo fim das desigualdades.
 

Está na hora de mudar!

No Império Bizantino era comum ter funcionários da monarquia, que eram encarregados de entreter a realeza. Tais funcionários eram chamados de Bobos da Corte. Hoje, em pleno século XXI, a massa é a verdadeira diversão dos governantes, que riem de nós distribuindo ignorância através da má qualidade de ensino.
Já na Roma Antiga , com a política de Pão e Circo , o Imperador distribuía pão ( a Bolsa- Família de hoje ) aos plebeus e organizavam festas como forma de distração para com os problemas sociais. Assim, evitava qualquer tipo de reivindicação e manifestação da classe dominada. O sistema imperialista do qual estamos integrados, impõe ao mais fraco, a ignorância.33
Percebe-se que não mudou nada desde aquela época. O governo cede a Bolsa-Família com o intuito de erradicar a pobreza. Porém, desde que o programa foi criado, o número de pessoas que dependem do mesmo, está aumentando. Se está aumentando, é porque o programa não está funcionando. Os oito anos do governo Lula, foi apenas para administrar a pobreza, e não erradicá-la.
Copa do Mundo 2014 , Olimpíadas 2016. Os olhos de todos os cidadãos voltados para estes eventos. Aqueles que um dia reivindicaram por melhorias, hoje estão empolgados e ansiosos com a Copa, para lembrar dos problemas sociais e fazer algo para mudar a realidade.
Há quem diga que “ Pode acreditar, está acontecendo” e há quem acredite. O sistema imperialista ainda vigente em nosso país, está cada vez mais manipulador. Padroniza e aliena a massa, para que assim continuemos mais ignorantes e fúteis. Consequentemente, com o pensamento atrofiado e condicionado pelo governo, não iremos lutar pelos nossos direitos.
Bem, infelizmente o Projeto de Lei do Senado, N°480, feito pelo Senador Cristovam Buarque (PDT-DF), em 2007, não foi aprovado. Segundo o PLS:
Os agentes eleitos para os Poderes Executivo e Legislativo federais.
Estudais e municipais e do Distrito Federal,
são obrigados a matricular seus filhos
e demais dependentes em escolas públicas de educação básica
( Art. 1).
1333
Por que será que este projeto não foi aprovado? Isto mostra a má qualidade de ensino da escola pública e o descaso dos governantes para com o ensino público.
Salvador tem 426 escolas da rede pública. A maioria destas passa por dificuldades em estruturas físicas e falta de professores. De 426, apenas 88 escolas estão passando por intervenções importantes para a melhoria das instituições. Além disso, onde estão os professores? A Secretária de Educação diz que existe todo um processo para que o professor entre na rede, eu entendo. Mas, por que esse processo é tão lento, já que a educação é essencial? Procedimentos burocráticos não podem servir de desculpas para o retrocesso na educação.
A educação, não só na Bahia, virou negócio capitalista. Isto é, quanto mais cortes de despesas como professores, coordenadores e números de vagas, melhor. Assim a população vai ficando cada vez mais impossibilitada de questionar, de brigar pela garantia dos seus direitos.
Considerando a atual situação do sistema de ensino público do estado da Bahia, gostaria de relatar algumas deficiências encontradas, atualmente, em instituições de ensino público.
Levando em conta a infraestrutura das escolas, sabendo-se que isto influencia no aprendizado e no estimulo dos alunos e educadores, nas escolas públicas faltam:
1- Bibliotecas
2- Áreas de lazer
3- Salas de aula
4- Acessibilidade
5- Apropriação tecnológica
Tratando-se da acessibilidade, o Colégio Estadual Góes Calmom, Brotas, Salvador, entre vários outros colégios, está visível a ausência de rampas de acesso, que dificultam a locomoção dos deficientes físicos, no ambiente escolar. No Colégio Estadual Raphael Serra Vale, Pituba, uma parte dos alunos são deficientes auditivos, impossibilitando uma melhor comunicação entre alunos e professores. As instituições de ensino precisam oferecer todas as condições para que seus alunos permaneçam na escola. Promovendo, assim, a igualdade de condições ou, ao menos, amenizando a situação de desigualdade e contribuindo para a não evasão escolar.
Precisamos sair desse dilema, “a educação está melhorando, caminhando”. Temos que fazer uma efetiva melhora no sistema de ensino como um todo.
A Educação é a chave principal para mudar o rumo da sociedade. Mas é isso que eles, os governantes, querem. Pessoas cada vez mais sem acesso ao conhecimento e sem direito de voz. Assim, ficará mais fácil manter a política de Pão e Circo.
O pouco do que cada um fizer para mudar a realidade social brasileira, torna-se muito, quando unidos em prol do mesmo objetivo. É preciso acabar com o sistema imperialista político brasileiro e exigir acesso a educação de qualidade para todos.
Enfim, enquanto houver pessoas preocupadas apenas em satisfazer seus próprios anseios e ambições político e financeiro, haverá um país desigual, desumano e inutilizado pela força política.